Postado em 23 de Outubro de 2017 às 12h41

Benefícios de Chás e Infusões

Chá da Índia Não é de hoje que a "lista de benefícios" dos chás e infusões integra a dieta alimentar de muitas pessoas, especialmente das que buscam hábitos mais saudáveis para o dia a...

Não é de hoje que a "lista de benefícios" dos chás e infusões integra a dieta alimentar de muitas pessoas, especialmente das que buscam hábitos mais saudáveis para o dia a dia. Com receitas clássicas e renovadas, essas bebidas são lembradas pelas suas vantagens terapêuticas.

Entre as duas bebidas, porém, existe uma sutil e não tão conhecida diferença. De acordo com a nutricionista Larah Nóbrega, é correto chamar de chá bebidas feitas a partir da Camellia sinensis - ou chá-da-índia. As demais, preparadas com outras ervas e frutos - por exemplo, hibisco, canela, maçã, gengibre, camomila - são infusões. Mas, independente do conceito, servidos quentes ou gelados, os chás e as infusões são uma barreira ao envelhecimento precoce, ajudam no controle da glicemia e do colesterol e possuem ação diurética, entre outros benefícios.

"Chás e infusões possuem diversos efeitos positivos no nosso organismo. Dentre algumas propriedades, pode-se destacar o hepatoprotetor, presente no boldo; calmante, na camomila e melissa; estimulante da digestão, no alecrim e hortelã; além das propriedades antioxidantes e diuréticas, da cavalinha e do hibisco", pontua a nutricionista Manuela Ribeiro.

Manuela descreve que algumas substâncias, como epigalocatequina galato do chá verde, exercem desde funções termogênicas a hipoglicemiantes, ideais à resistência à insulina e ao diabetes. "Infusões como as de canela e gengibre funcionam como excelentes antiinflamatórios, modulando efeitos benéficos para pessoas com sobrepeso, hipertensos e diabéticos", explica ainda.

Chás e infusões e suas cores

Sócia da franquia Tea Shop de Fortaleza, Larah explica que as cores dos chás e infusões ditam, em geral, suas propriedades. Segundo a profissional, os chás e as infusões brancos possuem forte ação diurética e os verdes, antioxidante. Ela destaca ainda que os vermelhos têm perfil emagrecedor e os pretos, energizante.

"A flor do hibisco, a cavalinha e o matechá - que pode ser considerado um superalimento já que tem potencial alimentar maior que o do brócolis, espinafre e açaí, por exemplo - são tipos que, pelo que vimos aqui na loja, caíram no gosto dos fortalezenses", diz.

Consumo e preparo

Embora os chás e infusões tragam benefícios, o consumo das bebidas precisa ser discutido com um médico ou nutricionista, uma vez que a ingestão repetida, ou em altas doses, pode causar reações adversas.

Manuela conta que, apesar de a quantidade variar de acordo com cada pessoa, há aspectos gerais para o preparo. "A quantidade média ideal é a de 1 colher de chá da erva para 200 ml de água. O tempo de infusão também varia muito, mas para os chás é de em média 2 minutos, enquanto algumas infusões podem chegar até a 10 minutos", finaliza.

Fonte: O Povo - Saúde

Veja também

Chá Verde com Menta e Limão!22/03/17 Chá Verde com Menta e Limão é mais uma ótima de opção de chá. Essa composição possui sabor especial. O chá é produzido das folhas da planta da Camellia sinensis, sofrendo pouca oxidação durante o seu processamento. O chá é rico em polifenóis (catequinas), uma......
5 chás para a época do Natal10/12/18 Conheça 10 chás perfeitos para saborear na época de Natal. 1. Chá de morango Este chá permite preparar uma bebida com um sabor doce de morango sem qualquer tipo de adição de......
Chá de Erva Doce!14/06/17 A erva doce (Foeniculum vulgare) já é uma planta muito conhecida, pois é usada para diversos fins há muito tempo há milhares de anos, por egípcios, gregos e romanos. Ela também é conhecida como funcho ou......

Voltar para Notícias